Por que optar pela prótese revestida com poliuretano?

Saiba todas as principais características desta novidade no mundo das cirurgias mamárias e quais os benefícios da prótese revestida com poliuretano.

 

Os métodos e técnicas para a cirurgia plástica vem sofrido várias modificações graças ao avanço da tecnologia. Não seria diferente com os modelos e tipos de próteses de silicone.
A fim de minimizar os efeitos adversos e maximizar os resultados; pesquisas e testes de densidade do gel, por exemplo, das barreiras de proteção para reduzir acúmulo de líquidos nos tecidos bem como formatos e volumes, têm sido feitas. A prótese revestida de poliuretano é a mais nova modernidade no mercado de cirurgia plástica. É revestida de uma camada externa de poliuretano vulcanizado criando um efeito “velcro”, pois tem maior aderência aos tecidos da pele.

Na prática, isso quer dizer que o implante “gruda” com maior facilidade aos tecidos por isso é menor a chance de contratura capsular e seroma. A taxa de possibilidade de contratura capsular caiu de 5% para 1% com as próteses revestidas de poliuretano, por exemplo. Observou-se também uma redução de ocorrências como a rotação ou o deslocamento da prótese significativa.

Os baixos índices têm incentivado o seu uso entre os cirurgiões plásticos, não apenas e casos primários de aumento de mamas, mas também em mastopexias, reconstruções mamárias, bem como casos secundários e terciários com contraturas de todos os tipos.
Se você tem problemas de flacidez, seja por aumento ou diminuição de peso ou por uma gestação, a prótese revestida de poliuretano é a mais indicada para você. Por sua maior aderência, mesmo quando há flacidez a chances de queda das mamas é menor.

Se é tão bom, porque nem todos os cirurgiões indicam este tipo de prótese?

 

Embora seja uma novidade, a prótese revestida com poliuretano não é um assunto tão novo no mundo das cirurgias plásticas. O uso da deste tipo de implante já foi alvo de uma polêmica mundial no meio científico, a partir de uma nota publicada pelo Food and Drug Administration (FDA) nos anos 90. Que tinha como objetivo solicitar a suspensão da venda deste produto pelas fabricantes nos Estados Unidos, com a declaração de que o produto seria potencialmente cancerígeno, segundo pesquisas realizadas em animais em laboratório.

Apesar de estes dados nunca terem sido comprovados cientificamente, a tecnologia só voltou a ser comercializada em 1995, após a FDA retroceder no pedido da proibição e ainda afirmar por meio de uma declaração pública que : “…estes implantes com cobertura de poliuretano são seguros e baixíssimas concentrações de TDA foram encontradas na urina destas pacientes…”.

A prótese revestida com poliuretano possuem textura diferente das próteses mais tradicionais, por isso é necessário que o cirurgião seja capacitado para manipular e posicionar de forma correta na hora da cirurgia.

Segundo o Dr. Rogério Ramos, “a manipulação deste tipo de prótese é um pouco dificultosa se comparada à outros modelo. Por isso, o cirurgião deve possuir a técnica correta para a colocação e posicionamento da prótese. Apesar da dificuldade, este tipo de implante é bastante benéfico ao paciente, pois os contratempos do pós-operatório são bastante reduzidos.”.

Há contraindicações?

Para alguns profissionais, o manuseio da prótese revestida com poliuretano é mais difícil no momento da colocação, pois ela exige técnica médica para que o implante seja bem posicionado.
Para os pacientes a contraindicação está no pós-operatório, já que pode ser que o implante seja sentido e palpado com mais facilidade, principalmente em pacientes de biotipo mais magro. Porém com a rápida aderência deste tipo de implante, após o período de pós-operatório o implante já estará integrado ao corpo.

 

Fontes: Revista Brasileira de cirurgia plástica

Quais são os tipos de próteses de silicone. Como escolher a minha?

Como escolher a minha prótese de silicone?

O aumento das mamas é um desejo de muitas mulheres. Não à toa a colocação de prótese de silicone é um dos procedimentos cirúrgicos mais recorrentes nas clínicas e consultórios médicos.

A mamoplastia de aumento tem a função de melhorar o aspecto estético da mama, dando mais volume e rigidez, o que acaba por promover uma melhora na autoestima da paciente.

Existem diversos tipos de próteses de silicone disponíveis no mercado que geram diferentes resultados estéticos.

 

Como saber qual é a ideal para mim?

Primeiramente é expressamente obrigatório que você passe por uma avaliação clínica com um cirurgião plástico.

O Dr. Rogério Ramos explica que a avaliação do médico para a escolha do tipo de prótese é imprescindível. É em consultório que o médico poderá avaliar a situação da pele, simetria do corpo e histórico médico da paciente para definir qual será o melhor formato e tamanho da prótese, porém, “é importante tentar conciliar o desejo da paciente às limitações do corpo”, explica.

 

Mais qual é a diferença entre as próteses?

A diferença no formato das próteses proporcionará também um resultado estético diferente na paciente. Por isso, cada formato de prótese exerce uma função diferente, cabe avaliar qual é a sua intenção com o aumento dos seios.

A decisão de fazer uma mamoplastia de aumento envolve importantes escolhas: Tamanho e tipo da prótese, etc.

Porém, é importante não esquecer que quem poderá orientá-la para fazer a escolha correta é o seu médico.

O Dr. Rogério Ramos insiste que “a prótese que tenha ficado maravilhoso na sua amiga, pode não atingir o mesmo resultado em seu corpo”.

Conheça a seguir os diferentes tipos de prótese, que diferenciam-se entre si pela relação de altura (o quanto a mama é projetada para frente) e largura (diâmetro da base).

Essa variação de perfis existe para proporcionar um resultado o mais bonito possível ao corpo, considerando: tamanho do tórax, tendência à flacidez, objetivo e expectativa da paciente.

As próteses redondas ou cônicas são as mais utilizadas em estética, pois visam dar colo para paciente.

Ainda assim, muitas mulheres ficam em dúvida sobre escolher a prótese cônica ou redonda, conheça a diferença entre elas e converse sobre as opções com seu médico.

 

Prótese Cônica ou Silicone Perfil Super Alto

Este perfil de prótese é a que possui menor base e maior projeção, ou seja, é mais “pontuda” se comparada as demais. O efeito nos seios é uma mama mais projetada para frente, principalmente os mamilos. O volume deste modelo de prótese é em mais concentrado no centro, por isso a projeção mais acentuada.

Se você quer que seus seios fiquem mais redondinhos e projetados está pode ser uma opção interessante para você.

 

Para quem é recomendada?

 

Esta prótese é indica para pacientes que tem o tórax estreito e o peito pequeno. Como a base do busto não ficar alargada a projeção a frente é mais evidenciada.

 

Prótese Redonda ou Silicone Perfil Alto

Este tipo é um dos favoritos pelas mulheres.

O perfil alto ou prótese redondo preenche bastante a parte superior da mama, marcando bem o colo.

Se o que você procura são peitos mais arredondados e volumosos, vale considerar esta opção.

 

Para quem é recomendada?

É recomendada para pessoas com tórax proporcional e que já possuam volume nos seios. Esta acaba por ser mais estética, pois a intenção é deixar as mamas mais evidentes e com o colo mais desenhado.

 

Perfil Baixo e Moderado

Este perfil tem como característica uma base mais larga e altura reduzida, o que proporciona menor projeção da mama.

Para quem procura por esse tipo de cirurgia estética, peitos menos evidentes talvez não seja o resultado desejado. Para pessoas que desejam apenas um pouco mais de volume e firmeza, vale considerar este perfil de prótese.

Para quem é indicada?

Pessoas que primeiramente não querem os seios muito evidentes e que possuem um tórax mais alargado.

 

Prótese Anatômica ou também conhecida como Silicone Formato Gota

O perfil anatômico também popularmente conhecido como “gota” tem a maior parte do volume de silicone concentrado em seu polo inferior (parte de baixo). Proporciona o aumento da mama, porém sem perder o aspecto natual.

Por esta característica é bastante utilizada em cirurgias reconstrutivas, daquelas mulheres que enfrentaram o câncer de mama.

Para quem é indicada?

Este tipo de prótese é para mulheres que desejem um colo maior, porém desejam manter o aspecto natural das mamas.